Sobre Nós

A Associação tem como fim a defesa dos direitos das mulheres durante a gravidez e parto através da promoção do respeito pelos direitos humanos.

Acreditamos que todas as mulheres merecem ser tratadas com respeito nos serviços de saúde materna em Portugal e que a sua dignidade, autonomia, privacidade e igualdade são inalienáveis.

O nosso objectivo não é influenciar as pessoas para nenhuma filosofia em particular. É, sim, apoiá-las para que possam fazer escolhas verdadeiramente informadas, e encontrar profissionais de saúde que as apoiem nessas escolhas.

Somos pais, mães, filhos e filhas das mais diversas áreas profissionais. Empresários, biólogos, doulas, juristas, advogados, terapeutas. O que nos une é a forma como todas estas áreas podem contribuir para a causa de como se nasce em Portugal.

O nosso trabalho parte da auscultação das necessidades das mães e pais relativamente ao acompanhamento da gravidez e parto.

Acreditamos na importância fundamental de se aceitar e valorizar várias vivências e perspectivas sobre as questões da gravidez e do parto. O que é um parto humanizado para uma mulher pode não o ser para outra. Que as escolhas das mulheres reflitam a sua consciência e empoderamento, e não o medo ou qualquer forma de pressão, culpabilização ou desinformação.

Direitos Universais da Mulher durante o Parto

Promover um modelo de serviços maternos centrados na mulher, junto de todas as entidades nacionais e junto do público em geral, através de inquéritos, workshops, conferências, acções de formação, publicações e campanhas.
Dar apoio independente e informação sobre as escolhas das mulheres.
Proteger os direitos das mulheres durante a gravidez e parto.
Criar uma plataforma de visibilidade para as últimas evidências no que diz respeito à gravidez e parto.
Promover o diálogo e cooperação entre as parturientes e os profissionais de saúde na área da ginecologia e obstetrícia.
Apoiar as mulheres nas suas opções de parto, sejam estas quais forem.